Pools de Liquidez, yield farming, investimentos, tokenização, token

Pools de Liquidez e Yield Farming: saiba tudo sobre elas!

calendar_month 24/02/2022

Quando se trata de finanças descentralizadas, também conhecidas como DeFi, Blockchain e outros tipos de tecnologias disruptivas, dois assuntos importantes vêm ganhando cada vez mais importância: as pools de liquidez e yield farming.

Neste artigo, falaremos mais sobre o assunto para que você fique por dentro de todas as novidades do mercado. Boa leitura!

O que são pools de liquidez?

Podemos entender as pools de liquidez como um conjunto de tokens que ficam armazenados em um Smart Contract. Essa estratégia é usada para dar liquidez ao mercado, principalmente para corretoras descentralizadas. Quem opta por utilizar as pools acaba deixando seu dinheiro “preso”, recebendo recompensas pelo risco e capital investido.

Mas para que servem as pools de liquidez? É simples! Elas foram criadas para servir como alternativa ao modelo tradicional de livro de ofertas de exchanges centralizadas. Esse modelo funciona da seguinte maneira: compradores e vendedores colocam milhares de ordens em conjunto, com o vendedor buscando os maiores preços e, os compradores, os menores e os trades acontecem no momento em que ambos convergem no preço. A B3, a Binance e outros funcionam dessa forma.

Entretanto, nesse tipo de modelo de livro de ofertas acabam sendo executadas milhares de ordens e a Blockchain não consegue lidar com a grande demanda, executando apenas 15 ordens por segundos. É aí que as pools de liquidez entram!

Como funcionam as pools de liquidez?

As pools de liquidez, em sua forma mais básica, contam com apenas 2 tokens que são adicionados pelo criador da pool e provedor de liquidez, configurando, assim, o preço inicial. Se esse preço divergir do mercado, pode ocorrer uma oportunidade para os arbitradores.

Usando como exemplo os tokens ETH e TUSD, vamos supor que o preço inicial da pool seja de 1 ETH para 2000 TUSD. Caso o preço da ETH esteja em US$ 2274 na Novadax, os arbitradores podem adicionar mais TUSD na pool e retirar ETH para vender em exchanges centralizadas até eliminar totalmente a divergência.

Isso ocorre por conta dos protocolos das pool, que ajustam automaticamente o preço de acordo com a procura e demanda. O algoritmo utilizado é conhecido como preço determinístico.

Conhecemos todo esse processo de criação de liquidez, compras e vendas como automatic market maker (AMM). O algoritmo dá a garantia à pool de liquidez sempre, independente do tamanho da ordem, uma vez que ele aumenta o preço do token assintoticamente.

Quais os riscos de prover essa liquidez com as pools?

É importante entender que, assim como outras formas de investimento e de liquidez, existem riscos atrelados às pools de liquidez. 

Primeiramente, existe o risco de vulnerabilidade nos Smart Contracts, podendo gerar graves consequências, como hacks irreversíveis. Além disso, podem haver bugs no código que podem travar os fundos dos provedores de liquidez, gerando mais consequências negativas.

Por último, mas certamente não menos importante, existe o risco sistemático de perdas nos casos de manipulação e quedas bruscas em alguns dos tokens que estão dentro das pools de liquidez. 

Como funciona o Yield Farming?

Um dos principais objetivos das DeFi é trazer serviços financeiros tradicionais para o mercado cripto. O yield farming é uma das ferramentas que possibilitam que isso ocorra. Essa prática é uma maneira que permite ao investidor utilizá-lo para ganhar mais tokens DeFi sem precisar minerar ou fazer trades.

O yield farming funciona de maneira similar a investimentos que rendem juros. Assim, ele pode produzir uma renda passiva para os holders de tokens. De certa forma, esse processo  tem semelhanças com a mineração via Prova de Participação (PoS). 

Tomando como exemplo os detentores de tokens DeFi: eles deixam os seus tokens bloqueados em uma plataforma e recebem os rendimentos em troca da imobilidade desses criptoativos. Pode ser bastante vantajoso, uma vez que muitos yield farmings oferecem rendimentos de dois dígitos ao ano, muito maiores que a maioria das aplicações em renda fixa tradicional.

Esperamos que você tenha entendido mais sobre as pools de liquidez e yield farming, conceitos que vêm ganhando cada vez mais destaque quando falamos de DeFi e o mercado cripto.

Quer ficar por dentro de todas as novidades sobre o mercado cripto? Não deixe de seguir a Liqi no Instagram!

Outros artigos

Vantagens da tokenização para o investimento em crédito | André Pina

Vantagens da tokenização para o investimento em crédito | André Pina

André Pina discute as principais vantagens da tokenização no mercado de crédito, destacando como a tecnologia blockchain pode automatizar e...

24/05/2024

Saiba mais
O que é garantia em operações de crédito, Quais são os principais tipos de garantias de crédito, Como funciona a Alienação Fiduciária, Como funciona a Cessão Fiduciária, Como funciona a garantia de Devedor Solidário, Como funciona a garantia por Fiador, Como definir qual a garantia ideal para cada tipo de operação de crédito

Como funcionam os diferentes tipos de garantias de crédito?

Quando se trata de operações de crédito e investimento, entender o papel das garantias é essencial para mitigar riscos e proteger os interesses...

23/05/2024

Saiba mais
O que é Alienação Fiduciária, Para que serve a Alienação Fiduciária, Como funciona a Alienação Fiduciária nos investimentos, O que é Cessão Fiduciária, Para que serve a Cessão Fiduciária, Como funciona a Cessão Fiduciária nos investimentos, Vantagens e desvantagens da Alienação e Cessão Fiduciária

O que é Alienação Fiduciária e Cessão Fiduciária: para que servem e como funcionam?

“Alienação Fiduciária” e “Cessão Fiduciária”  são dois termos frequentemente utilizados quando o assunto é investimentos e...

17/05/2024

Saiba mais

Saiba das novidades cripto antes de todo mundo!

Assine a nossa newsletter semanal e receba todas as atualizações sobre o mercado que nunca para.