o que é NFT; non fungible tokens; art crypto; o que é token não fungível; token não fungível; nfts o que é

Entenda o que é NFT, como funciona e para que serve

calendar_month 29/04/2021

NFT está em alta! O mercado está movimentado, celebridades estão começando a dar atenção para o assunto e muitas pessoas estão curiosas.

Apesar da popularização do tema, muita gente ainda não entende exatamente o que é NFT, para que serve e como funcionam esses tokens não fungíveis.

Por isso, preparamos um texto completo para você sair daqui sabendo tudo o que precisa!

Vamos lá?

O que é NFT?

NFT é uma sigla para Non-fungible Token ou, em português, tokens não fungíveis.

Mas, então, o que é token

Tokens são representações digitais de partes de um ativo. Dessa forma, eles podem ser negociados de maneiras mais práticas e acessíveis.

Sabendo disso, fica mais fácil entender o tipo de token considerado não fungível.

O que são tokens não fungíveis?

Basicamente, tokens não fungíveis são únicos e não podem ser trocados por outros que são do mesmo tipo, eles representam ativos exclusivos.

É o mesmo que qualquer token, mas, geralmente, representa o ativo por inteiro. Por exemplo, uma obra de arte pode ser um NFT, mas esse NFT será único. No final das contas, é um ativo colecionável digital.

Eles costumam ser comparados com “passaportes digitais” porque cada token contém uma identificação única e não-transferível para que possam ser diferenciados de todos os demais.

São ativos criptografados na Blockchain com códigos de identificação únicos e metadados que os distinguem de qualquer outro

Diferente dos tokens fungíveis, como as criptomoedas, eles não podem ser intercambiados com equivalência

Por exemplo, uma bitcoin é fungível. Se você trocar uma bitcoin por outra, permanecerá com exatamente o mesmo valor. Agora, um quadro do Leonardo Da Vinci trocado por outro, não representa a mesma coisa, você terá algo completamente diferente.

Os NFTs podem representar tanto ativos que são digitais ou ativos reais, como o quadro do exemplo acima. E é exatamente essa propriedade de singularidade que permite com que sejam utilizados como provas de propriedade e autenticidade no mundo digital.

Mas entender o que é NFT não é somente saber que a sigla significa non fungible tokens. É necessário saber como funcionam!

Como o NFT funciona?

O caráter fungível de alguns criptoativos torna possível que eles sejam utilizados como um meio seguro de transações de valores na economia digital.

Os NFTs alteram o paradigma criptográfico fazendo com que cada token seja único e insubstituível. Dessa forma, é impossível que um token não fungível seja equivalente a outro.

NFTs também são extensíveis, o que significa que você pode combinar um NFT com outro para “gerar” um terceiro NFT exclusivo.

Assim como outros tipos de tokens, um NFT também contém informações sobre a propriedade para fácil identificação e transferência entre os detentores de tokens. 

E os donos também podem adicionar metadados ou atributos pertencentes ao ativo em NFTs. 

Por exemplo, tokens que representam grãos de café podem ser classificados como comércio justo (fair trade); artistas podem assinar sua arte digital com suas próprias assinaturas nos metadados.

A tecnologia por trás do funcionamento dos tokens não fungíveis

De maneira geral, a grande maioria dos NFTs são parte da blockchain da rede Ethereum, que armazenam informações adicionais que os fazem funcionar de maneira diferente de uma moeda ETH. 

Os NFTs foram desenvolvidos a partir do padrão ERC-721, para emissão e troca de ativos, que define as interfaces mínimas necessárias, como propriedade, segurança e metadados.

Já o padrão ERC-1155, que é mais recente, consegue ir além, reduzindo: a) os custos de transação e; b) o espaço necessário para armazenamento dos NFTs. Além de agrupar vários tipos de tokens não fungíveis em um único contrato.

A padronização é importante porque esses ativos “únicos” podem ser transferidos mais facilmente entre diferentes aplicativos, assim, beneficia as pessoas que estão transacionando este tipo de token.

NFT serve para que?

NFTs realmente podem representar qualquer coisa digitalmente, inclusive obras que já são digitais por natureza. Por isso, muitas das aplicações dos non fungible tokens estão depositadas sobre a arte digital.

O mercado está voltado principalmente para ativos colecionáveis, como obras digitais, cartões de esporte e raridades.

Os NFTs servem para que esses tipos de obras e ativos sejam negociados com praticidade e segurança. Isso pode ocorrer em mercados abertos, que colocam vendedores e compradores potenciais em um mesmo espaço.

Dito isso, você pode estar se perguntando: como, então, esses tokens não fungíveis são precificados. Vamos lá!

Como funciona a precificação dos NFTs?

Cada token tem um preço único. E esse valor está sempre mudando dependendo do mercado, que se baseia em oferta e procura.

O preço dos NFTs variam a partir da especulação.

Isso significa que, independentemente se representam um quadro, um carro ou uma jóia, o preço vai variar de acordo com o quantos as pessoas valorizam o ativo representado pelo token.

Esse estilo de precificação é extremamente comum no mercado de arte e de ativos colecionáveis. Mas também são encontrados no setor imobiliário, por exemplo.

Onde o NFT é utilizado?

Existem muitos exemplos de como os NFTs estão sendo utilizados atualmente. Então, separamos alguns deles para você entender melhor o que é NFT.

Lembrando que isso já faz parte do presente, os tokens não fungíveis são uma realidade e estão adquirindo cada vez mais adeptos.

Obras de Arte Digital

Como dissemos anteriormente, o mercado de arte é aquele que mais vem abraçando os NFTs.

Para os artistas, é uma nova possibilidade de vender seus trabalhos, que talvez não atingiriam tantas pessoas, mais facilmente. Principalmente, quando se trata de artes digitais.

Além disso, é possível programar o NFT para pagar ao artista uma porcentagem cada vez que o token não fungível seja revendido ou mude de proprietário. Dessa forma, o artista recebe retornos conforme a valorização da obra.

Para os colecionadores, isso também é uma vantagem, já que eles adquirem a propriedade sobre a obra e, caso ela seja valorizada, eles podem vendê-la e lucrar com isso.

Itens colecionáveis em jogos

Muitos jogos, hoje em dia, permitem que os jogadores personalizem seus personagens, cenários e outros elementos. 

Os NFTs permitem com que a propriedade sobre esses artigos digitais fique mais sólida, facilitando transações dentro dos games ou, até mesmo, fora deles.

Ativos reais

Não são só ativos digitais que podem se beneficiar dos non fungible tokens

Ativos reais também podem ser mais facilmente negociados e armazenados a partir do funcionamento dos tokens e da blockchain.

Inclusive, eles podem gerar liquidez para ativos que não a encontram tão facilmente, como imóveis, veículos, obras de arte físicas (não digitais) e outros ativos colecionáveis.

Documentos pessoais digitais

Outra função muito promissora para os NFTs é a utilização como documentos pessoais digitais.

O armazenamento desses dados em blockchain faria com que sua privacidade e integridade fossem muito maiores e mais protegidas.

Não só poderia funcionar em todo o mundo, mas facilitaria também a transferência desses dados entre pessoas e instituições com muito mais resguardo, além de reduzir custos.

E então, agora você sente que já entende melhor o que é NFT e como funciona? Deixe sua opinião ou dúvida nos comentários. 

E fique por dentro do universo da tokenização pelo Instagram da Liqi!

 

Créditos da imagem: Rede vetor criado por pikisuperstar – br.freepik.com

Outros artigos

Qual a diferença entre Tipos e Perfis de Investidor, O que define os 3 perfis de investidor relacionados a risco, O que é o tipo de Investidor Qualificado, Quais são as vantagens para os Investidores Qualificados, Como se tornar um investidor qualificado, O que é o tipo de Investidor Profissional, O que é o tipo de Investidor Institucional, O que é o tipo de Investidor de Varejo, Quais tipos de investimentos estão disponíveis para o Investidor de Varejo

Tipos de investidores: qualificado, profissional, institucional e de varejo

Quando se trata de investimentos, conhecer a sua categoria de tipo de investidor pode abrir portas para diversas oportunidades financeiras. Os...

13/06/2024

Saiba mais

Como funcionam as DLTs e Blockchain? | Tatiana Revoredo

Tatiana Revoredo explica quais as principais diferenças entre as blockchain públicas e as blockchains privadas (conhecidas como DLTs). Segundo...

07/06/2024

Saiba mais
O que é uma securitizadora e qual o seu papel no mercado financeiro, O que é securitização, Que tipos de ativos podem ser securitizados, como CRA, CRI, Debênture e Certificado de Recebíveis, Quais são os principais pilares da securitização, Qual é o processo de securitização, Por que investir em títulos securitizados e Quais são as tendências para o futuro da securitização com o uso de blockchain e tokenização.

O que é securitização, o que fazem as securitizadoras e qual sua importância para o mercado financeiro?

A securitização é um processo financeiro complexo, mas essencial no mundo moderno dos investimentos e finanças. Vamos descomplicar o tema e...

05/06/2024

Saiba mais

Saiba das novidades cripto antes de todo mundo!

Assine a nossa newsletter semanal e receba todas as atualizações sobre o mercado que nunca para.