investimentos, como investir com pouco dinheiro, investimento com pouco dinheiro, tokens, tokenização

Investimentos com pouco dinheiro: conheça 5 dicas de aplicações que cabem no seu bolso!

calendar_month 26/10/2021

passou o tempo de que investir era considerado algo para aquelas pessoas que contavam com muito dinheiro. Hoje em dia, existem diversas opções para quem quer realizar investimentos com pouco dinheiro.

Neste artigo, separamos 5 dicas de aplicações para que você possa começar a investir e tornar seus sonhos do futuro em realidade!

Por que realizar investimentos?

É claro que podemos ser influenciados pelo meio em que vivemos, com diversas pessoas nos bombardeando por todos os lados e dizendo sempre que é necessário investir, poupar, construir patrimônios…

Mas, antes de sequer considerar investir seu dinheiro, você precisa se perguntar para que vai aplicá-lo. Pare e reflita.

Ter um objetivo é o primeiro passo para que você faça investimentos bem-sucedidos. Assim, é possível realizar uma análise da sua situação financeira atual e fazer um bom planejamento.

Saiba o seu perfil de investidor

Todo mundo que pensa em investir precisa saber o seu perfil antes de sair colocando seu dinheiro em investimentos errados. Para isso, existe o perfil do investidor.

Através de uma análise que junta objetivos, necessidades, prioridades e tolerância a riscos do investidor, serão traçados três tipos de perfis de investidor: conservador, moderado ou arrojado (também chamado de agressivo).

O processo de identificação e análise do perfil de investidor também pode ser chamado de suitability, que é o termo utilizado em inglês. Ele é calculado através de questionários em que a pessoa que quer investir precisa responder quais são as suas prioridades, prazos e sua relação com perdas nos investimentos.

É fundamental que você realize o suitability se estiver dando os primeiros passos no mundo dos investimentos. Assim, será possível entender os seus limites no momento de alocar seus ativos.

Com as informações presentes no perfil de investidor, fica bem mais fácil para o investidor traçar quais as melhores estratégias que serão utilizadas no momento realizar investimentos e encontrar produtos que sejam mais adequados ao seu perfil.

É importante ressaltar que qualquer tipo de investimento possui riscos. O perfil de investidor será o seu guia para entender o quanto você está disposto a se arriscar para ter grandes retornos em seus investimentos.

5 dicas para você realizar investimentos com pouco dinheiro

Hoje em dia, para que você possa realizar bons investimentos com pouco dinheiro, não é necessário contar com grandes patrimônios, negócios multimilionários, ganhar na loteria ou ter uma herança. Dentro das possibilidades de cada perfil de investidor, todos podem fazer parte do mundo dos investimentos!

Além disso, você também pode diversificar a sua carteira de investimentos, investindo em diversos tipos de aplicações disponíveis no mercado.

Diversificação de carteira significa alocar o seu dinheiro em diferentes tipos de investimentos, tanto da renda fixa quanto da renda variável. Ao mesmo tempo em que você mantém uma reserva de emergência.

Separamos, abaixo, 5 dicas de aplicações que cabem no seu bolso!

CDB

O Certificado de Depósito Bancário, também conhecido como CDB, é um dos investimentos mais populares, ao lado da caderneta de poupança. O CDB é um título emitido por instituições financeiras para a captação de recursos.

Explicando de forma bem simples, quando você investe em um CDB, está “emprestando” dinheiro aos bancos que, de acordo com o prazo de vencimento do título, devolvem a quantia investida com uma remuneração.

Você pode encontrar o CDB nos grandes bancos do país, mas existem, também, instituições financeiras de pequeno e médio porte no mercado. O valor mínimo para investir muda de acordo com a instituição escolhida, podendo variar de R$ 100 a R$ 500, normalmente.

Fundos de investimento

Se você ainda acha R$ 100 uma quantia alta e busca investimentos com pouco dinheiro, no universo dos fundos de investimento existem alternativas para todos os bolsos. Dependendo do fundo de investimentos, você pode fazer uma aplicação com apenas R$ 50. 

É importante lembrar que existem fundos que permitem apenas aportes mais elevados, mas você consegue encontrar produtos com valor mínimo de aplicações bem baixo.

Para isso, não deixe de realizar muitas pesquisas para entender o fundo de investimento que combina mais com seu perfil de investidor, uma vez que existem diversos tipos de fundos, com estratégias e prazos que podem variar, entre ações, renda fixa, renda variável e muito mais.

Títulos públicos do Tesouro Direto

Se você quer realizar investimentos com pouco dinheiro, os títulos públicos do Tesouro Direto também são um dos investimentos mais acessíveis. Com R$ 30 já é possível investir!

Na prática, qualquer um que possua CPF e uma conta em uma corretora de investimentos que seja habilitada (você pode conferir a lista completa no site do Tesouro) pode começar a investir nos títulos públicos do Tesouro Direto.

Na plataforma do Tesouro Direto, são disponibilizados três tipos de papéis:

  • Tesouro Selic, cujo rendimento acompanha a variação da taxa básica de juros (Selic); 
  • Tesouro Prefixado, com a rentabilidade definida no momento da aplicação, portanto, prefixada;
  • Tesouro IPCA+, cuja remuneração é composta pela variação do IPCA (índice oficial que mede a inflação no país) no período mais a taxa de juros do momento da compra do título.

Ações

Quando pensamos em investir em ações, pode parecer algo distante e até mesmo inacessível para pessoas que querem fazer investimentos com pouco dinheiro, mas isso não é verdade.

É possível investir em ações de empresas na Bolsa de Valores por quatro caminhos:

  • comprar as ações diretamente, ou seja, escolhendo uma a uma, o que te exigirá bastante pesquisa;
  • investir por meio de um fundo de ações;
  • aplicar nesse mercado por meio de ETF (Exchange Traded Fund), conhecido também como fundo de índice;
  • investir por meio dos clubes de investimento, que é uma forma de investimento coletivo de pessoas físicas no mercado de capitais.

Tokens

Os tokens podem operar exatamente como as ações, ou seja, representando a participação de empresas. Eles são apenas menos conhecidos por serem relativamente novos, uma evolução desenvolvida a partir da Blockchain.

Tokens também representam a propriedade sobre uma fração de um negócio e têm seus valores atrelados à valorização daquilo que representam, assim como as ações.

Além disso, os tokens também podem representar diversos tipos de ativos além de frações de negócios, como é o caso dos NFTs, por exemplo.

Atualmente, apesar de já demonstrar popularização, alguns tipos de investimentos só são acessíveis para uma parcela da população. 

A Tokenização elimina a necessidade de intermediários que oferecem esses investimentos, o que gera a possibilidade de qualquer pessoa investir em ativos aos quais nunca teve acesso.

Levando em conta que a tecnologia Blockchain é o registro de transações de forma descentralizada em blocos e de forma sequenciada e os tokens representam os direitos digitais de ativos reais registrados no Blockchain, a tokenização traz segurança e velocidade a todo o processo com uma transparência jamais imaginada!

Quer saber mais sobre o universo da tokenização, dos criptoativos e dos investimentos no Brasil e no mundo? Confira o perfil da Liqi no Instagram.

Outros artigos

Visão inovadora: Itaú e a Blockchain; Planos de negócios em Digital Assets; Tokenização: o futuro dos contratos inteligentes; Projeto Piloto TIDC: parcerias e desenvolvimento regulatório; Do descentralizado ao híbrido: o novo paradigma; Parcerias estratégicas: impulsionando a inovação

Quais os planos do Itaú para blockchain, tokenização e cripto? Com Guto Antunes

Descubra as iniciativas do Itaú Unibanco em Blockchain e Digital Assets discutidas no último Talkenização, o podcast da Liqi. Guto Antunes,...

22/11/2023

Saiba mais
Diferenças entre DLT e Blockchain com Tatiana Revorado podcast Talkenização

Quais as diferenças entre DLT e Blockchain? | com Tatiana Revoredo

Tatiana Revoredo (especialista em blockchain pela Oxford e MIT) explica a diferença entre blockchain e DLT, como funcionam, quais as vantagens e...

17/11/2023

Saiba mais

O que é CCB, como tokenizar e quais as vantagens?

Nicolau Jorge Neto (CEO da Fidúcia) explica o que é CCB, qual a importância deste tipo de ativo para o ecossistema financeiro atual e como a...

Saiba das novidades cripto antes de todo mundo!

Assine a nossa newsletter semanal e receba todas as atualizações sobre o mercado que nunca para.