tokenização, tokenizar, token, donos de ativos, originadores de ativo, token de ativo

O que são donos ou originadores de ativos e como eles podem tokenizar?

calendar_month 01/04/2022

A tokenização ganha mais destaque a cada dia que passa, seja no mercado financeiro ou fora dele. Hoje em dia, é possível tokenizar praticamente qualquer coisa. Se você é um dono ou originador de ativos, com certeza não pode deixar passar essa grande oportunidade!

Quer saber mais sobre o que são os donos ou originadores de ativos e como eles podem tokenizar? Continue lendo e descubra!

O que são os donos ou originadores de ativos?

Aqui na Liqi, podemos dividir os donos ou originadores de ativos que podem tokenizar com a gente em alguns segmentos:

Temos empresas donas de ativos, como redes de franquias que buscam antecipar seus recebíveis, incorporadas, aqueles que possuem alguns tipos de contratos de locação, instrumentos financeiros, como as Cédulas de Produto Rural (ou CPRs) e outros.

Além desse tipo de empresa, também temos fintechs que possuem tecnologias dentro do mercado financeiro e contatos com empresas que possuam ativos a serem tokenizados, funcionando como intermediários para facilitar a tokenização deles.

Por último, mas certamente não menos importantes, também temos agentes do mercado de capitais, como gestores de ativos, que já possuem a estrutura de capitais, buscando ativos do mercado, centralizando-os e os disponibilizando para fundos de investimentos.

Como os donos ou originadores de ativos podem participar da tokenização?

Tudo começa com a validação dos ativos que serão tokenizados. A empresa ou pessoa entra em contato com o time comercial da Liqi. que irá avaliar, junto aos donos ou originadores dos ativos, diversos aspectos, como, por exemplo, a origem do ativo, se é confiável e se faz sentido realizar a tokenização dele.

É importante ressaltar que tudo pode ser tokenizado, mas nem todos os ativos fazem sentido para serem tokenizados!

Uma vez que os ativos são validados e é entendido que a tokenização deles é viável economicamente e juridicamente, os direitos de recebimentos do ativo a ser tokenizado são transferidos para os Smart Contracts que, na prática, são a interface do token dentro da Blockchain.

Blockchain

De forma bem simples, podemos entender a essência da Blockchain como um software que roda em servidores descentralizados ao redor do globo, que possuem todas as informações das transações registradas e permitem o acesso em qualquer lugar do mundo. 

Essa cadeia de blocos (traduzindo o termo para o português) se chama assim justamente porque consiste em vários blocos que formam uma cadeia imutável, cada um deles contendo informações das transações. De tempos em tempos, novos blocos são criados e se juntam à ela.

Muito se pergunta sobre a segurança da Blockchain no mercado. E, se pararmos para pensar que ela funciona como um livro contábil que deixa tudo registrado com relação às transações, além do fato de ela ser uma cadeia imutável, podemos, sim, afirmar que a Blockchain é segura.

Também é importante ressaltar que a Blockchain é um veículo para que diferentes agentes do mercado possam se conectar sem a necessidade de intermediários para confiar as informações das transações.

Smart Contracts

Os Smart Contracts surgiram lá em 2015, com a criação do Ethereum, e são contratos digitais que têm a mesma função de contratos físicos, mas com a facilidade de que relações contratuais sejam realizadas a partir de computadores com alta capacidade de processamento em redes descentralizadas e algoritmos criptografados, por exemplo.

Nesses contratos inteligentes são estabelecidas as obrigações, benefícios e penalidades caso as regras sejam quebradas por qualquer uma das partes envolvidas. E, como esses contratos inteligentes são pré-programados, as suas cláusulas podem entrar em vigor de forma segura e sem que haja um intermediário envolvido nas negociações.

Para garantir a segurança dos Smart Contracts, eles são imutáveis uma vez que estão programados. Mas é possível definir qual endereço será utilizado através de atualizações, não precisando criar um novo contrato do zero caso algo precise ser modificado. 

Dependendo, é possível até criar uma herança de Smart Contracts, trazendo tudo o que foi utilizado em uma rede anterior para o novo contrato.

Esperamos que você tenha entendido mais sobre o que são os donos ou originadores de ativos e como eles podem tokenizar!

Quer saber como começar a emitir ou investir em tokens e aproveitar todas as vantagens da tokenização? Confira o perfil da Liqi no Instagram!

Outros artigos

Vantagens da tokenização para o investimento em crédito | André Pina

Vantagens da tokenização para o investimento em crédito | André Pina

André Pina discute as principais vantagens da tokenização no mercado de crédito, destacando como a tecnologia blockchain pode automatizar e...

24/05/2024

Saiba mais
O que é garantia em operações de crédito, Quais são os principais tipos de garantias de crédito, Como funciona a Alienação Fiduciária, Como funciona a Cessão Fiduciária, Como funciona a garantia de Devedor Solidário, Como funciona a garantia por Fiador, Como definir qual a garantia ideal para cada tipo de operação de crédito

Como funcionam os diferentes tipos de garantias de crédito?

Quando se trata de operações de crédito e investimento, entender o papel das garantias é essencial para mitigar riscos e proteger os interesses...

23/05/2024

Saiba mais
O que é Alienação Fiduciária, Para que serve a Alienação Fiduciária, Como funciona a Alienação Fiduciária nos investimentos, O que é Cessão Fiduciária, Para que serve a Cessão Fiduciária, Como funciona a Cessão Fiduciária nos investimentos, Vantagens e desvantagens da Alienação e Cessão Fiduciária

O que é Alienação Fiduciária e Cessão Fiduciária: para que servem e como funcionam?

“Alienação Fiduciária” e “Cessão Fiduciária”  são dois termos frequentemente utilizados quando o assunto é investimentos e...

17/05/2024

Saiba mais

Saiba das novidades cripto antes de todo mundo!

Assine a nossa newsletter semanal e receba todas as atualizações sobre o mercado que nunca para.